sábado, 5 de janeiro de 2008

Pedestre esquecido na Ivo Silveira

Por Míriam Santini de Abreu, jornalista

Na Avenida Ivo Silveira, uma das principais na parte continental de Florianópolis, a prefeitura ergue um elevado para facilitar a vida dos motoristas. São R$ 4,5 milhões para isso. Em Florianópolis, a prefeitura só não facilita a vida dos pedestres e dos desgraçados usuários do transporte coletivo.


Pois bem. Na Ivo Silveira também está localizado um hipermercado onde muita gente entra por causa do ar-condicionado e do excelente café de graça. Virou ponto de encontro para “pobres e nojentos”. Só que, agora, usar a Ivo Silveira para ir até o hipermercado dá medo. Não só por causa da obra do elevado, mas porque, para o pedestre, a calçada, que antes era até ampla para o padrão de Florianópolis, agora ficou minúscula. Se por ela seguem dois, que esqueçam o lado a lado. Em certos trechos, é preciso fazer fila indiana.

Logo depois do cruzamento com a Avenida Patrício Caldeira de Andrade a coisa piora. O “transeunte” sente-se inseguro porque os carros sobem a Ivo Silveira em alta velocidade, rente à calçada, que deve ter uns cinco centímetros de altura. A sensação de vulnerabilidade é grande num lugar onde tudo é carro e concreto. Será que a situação vai melhorar no final da obra? Duvido.


Imagens abaixo

video


video

Crédito: Periodistas Pobres & Nojentas

Nenhum comentário: