sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

A maldição dos incensos de cravo e canela

Jussara Godoi, de Florianópolis

Não tenho muita certeza, mas, ao que tudo indica, o hábito de acender incensos já vem dos antigos gregos. Eu não sou uma pessoa que se possa chamar de crente, mas, de tanto ouvir minhas amigas mais esotéricas me falaram sobre o poder dos incensos de cravo e canela de "atrair dinheiro", resolvi acender alguns de vez em quando. Pensei: se não fizer nenhum efeito, pelo menos deixa o ambiente mais cheiroso e, desde então, venho repetindo esse hábito. Eis que de uns tempos pra cá, devido a "muitos investimentos" na casa própria, recorro seguidamente aos tais empréstimos consignados, para me livrar de outros juros ainda maiores. E continuo acendendo incensos... Hoje cheguei a conclusão: por coincidência ou não, toda a vez que acendo o tal incenso de cravo, surge uma situação inusitada que me faz precisar de dinheiro! Logo, o efeito está sendo contrário ao esperado. Talvez seja minha falta de fé!

3 comentários:

jussara C. godoi disse...

Hahahah,eu nem lembrava mais deste hábito! Ainda bem,cravo e canela agora,só no licor!!!!

jussara C. godoi disse...

Revendo alguns textos,até parece que escrevia muiiito! Heheheh

Anônimo disse...

Tás chique!
Mimi