sábado, 11 de julho de 2009

Você sabe o que anda comendo?

Li Travassos, de Florianópolis

Você sabe exatamente o que come? Não tem certeza ? Então , tenha paciência , que vou lhe contar um pouco de minha própria caminhada pelo mundo alimentar . Nunca suportei ostras , mariscos e congêneres . Deixei de comer carne de porco com uns dez , onze anos de idade , depois de estudar a tal da tênia nas aulas de biologia no ginásio ( ou como você queira chamar este período escolar ). Parei de comer carne vermelha aos dezesseis anos , em 1980. Assim que pude " mandar no meu nariz ". O que não me impediu de ouvir meu pai dizendo que eu iria morrer de inanição , de anemia , e de sabe o que mais ( até sua própria morte , em 2006, de câncer no intestino , provocado, como muita gente sabe, pela ingestão excessiva de carne vermelha ). Mas deixemos que meu pai descanse em paz e vamos continuar com a minha história . Em 1981 deixei de comer carne de aves . Anos depois , parei de comer qualquer tipo de carne ( ou seja, excluí também os frutos do mar ). Assim , me tornei vegetariana . Eta palavrinha besta ! Pois veja você : vegetarianos somos todos os seres humanos , sem exceção , pois todos comemos algum tipo de vegetal , não é mesmo ? Nem o mais encarniçado carniceiro deixa de comer arroz , ou batata , ou macarrão , ou qualquer coisa que veio , mesmo que longemente , de uma planta , não ? Portanto , quem não come carne deveria se chamar não-carnívoro, certo ?
Como substituir a carne ? Com soja , ervilha , feijão ... Durante todo este tempo sem comer carne , tive curtos períodos de naturalismo ( um deles logo depois de ter lido " Sugar Blues ", você leu este estraga prazeres ?), mas quase sempre comi muita besteira , muito açúcar , sempre fui viciada em aquilo-cola ( não tomo café , e preciso de cafeína ...), fumava feito uma condenada à morte no último dia de vida (tá bom , cigarro não é comida , mas é um dos males que entram pela boca ), etc. E já ouvi todas as piadas e ironias possíveis por ser vegetariana e fumante . Como se ser vegetariano fosse sinônimo de ser naturalista. Deixei de comer carne por vários motivos . Espirituais , solidários ( com o animal , claro ), e até mesmo por uma pura tendência natural . Nunca fui fã de carne vermelha . Quando comia carne , gostava mais era de carne industrializada ( que , é claro , é muito pior , em todos os sentidos ). Tipo presunto e salchicha. Salsicha . Ah, vina, tá bom ?
Em 1997, deixei Curitiba e vim morar em Florianópolis. E não comer peixe em Florianópolis mostrou-se um grande problema , que tornava difícil não apenas a minha vida , mas a de quem andava comigo . Como já sou um tanto difícil de conviver por diversos outros motivos , achei por bem excluir este da lista , e voltei a comer carne de peixe e siri . O que não resolve totalmente o problema , mas diminui... Mas como não gosto de comer nenhum tipo de carne , prefiro os peixes que vêm disfarçados (à milanesa, bolinhos, etc.). Por isso voltei a comer siri ( ou caranguejo ) que é preparado de uma maneira super horrível , pois o bicho é cozido vivo . Mas , de qualquer maneira , quase sempre vem em forma de bolinhos ou outra coisa que não me faça pensar muito no caso . Se me botarem um peixe inteiro , com cabeça e tudo na frente , eu quase saio correndo. Por isso também não voltei a comer camarão .
Depois de anos sem comer carne vermelha , comecei a descobrir algumas coisas sobre ela (e também um tanto sobre as aves ), que me deixaram estarrecida. Como , por exemplo , que o que mais detona com a camada de ozônio não é o tal do CFC ( clorofluorcarboneto) presente nos produtos em spray , e na nossa velha e nem sempre boa geladeira . Não . É pum de vaca . Isso mesmo : um boi lança 2 toneladas de carbono por ano no ar – por aquele lugar . E tem a questão da água . Você sabia que , para se produzir um quilo de carne , são gastos quinze mil litros de água ? Isso mesmo : um quilo de carne = quinze mil litros de água . E de quanta terra precisa um boi para pastar livremente ? Quantas árvores da Floresta Amazônica já foram cortadas para arranjar espaço para estes bichos comerem mato , para depois serem comidos por nós ? E de quanta água e quanto espaço precisam as pobres galinhas criadas no cativeiro para serem tratadas apenas como uma coisa que vai ser comida , e não um ser vivo ? Entupidas de hormônios para obrigá-las a crescer mais rápido e para botar mais ... Além de acabar com o meio ambiente , além do horror que são as maneiras de se matar o bicho , animal criado em terra para servir de alimento para alguns tira espaço para plantar alimento para acabar com a fome de quantos ? Ou a fome dos outros não lhe interessa?
E, a não ser que você tenha acesso a frango orgânico , você já pensou nos hormônios que você ingere quando come uma ave destas, criada para crescer e botar ? Já se postula que a menarca em meninas de apenas nove , dez anos de idade , pode estar sendo estimulada pelos hormônios encontrados nas aves . E a adrenalina que uma vaca libera no sangue quando pressente que vai morrer , você sabe onde vai parar , não ? No seu próprio sangue , ao comer um " inocente " bifinho. E você sabe de que parte da vaca é feita aquela gelatina tão cheirosinha que você dá para seu filhinho comer ? E sabia que muitas sobremesas prontas (do tipo da Senhorita ) e boa parte dos iogurtes contêm gelatina ?
Bem , mas eu nunca fui de ficar tentando convencer ninguém a parar de comer carne , até porque ainda não consegui parar de consumir produtos com ovos , e produtos derivados do leite , especialmente iogurte e queijo . Porque uma coisa é tomar um produto feito com leite de soja , que já pode ter um gosto bem agradável . Outra é comer tofu , chamar aquilo de queijo , e ainda fazer uma cara sorridente de ratinho do Disney depois de ganhar um cafuné da Cinderela... E ainda sou viciada em aquilo-cola, que também gasta trocentos litros de água para gerar um litro de refrigerante , além de ser um produto símbolo do capitalismo selvagem . Agora estão fazendo comerciais sobre reciclagem , eu posso com isso ? Mas , pelo menos , parei de fumar há seis anos .
Claro , tem a tal da gordura trans, que todo mundo ( hoje ) já sabe que mata , e que temos que evitar o máximo possível . Há muito que me nego a comprar produtos que não precisam dela para nos fazer felizes , mas que a têm. Um tempo atrás , a maioria dos pães integrais tinha gordura trans. Pode? Agora , quando resolvo comprar uma besteira de verdade , como sorvete de chocolate , por exemplo , nem leio os ingredientes , porque senão não compro, não como , e assim não dá para ser feliz , né? E as frituras ? Salgadinhos fritos , do tipo bolinho, risoles, etc., são feitos com óleo usado mil vezes . Você sabia que quando uma fritura chega na sua frente com aquelas sujeirinhas pretas do óleo é porque ele foi usado mais de vinte vezes ? Significa que reutilizar o óleo até umas vinte vezes nos restaurantes e lanchonetes é normal . Ugh!
Minha glicemia andou disparando estes tempos , e tive que cortar um tanto o açúcar , gastando uma fortuna em doces sem o dito cujo , pois não consigo ficar sem nenhum . Neste momento , estou fazendo regime , e aí dá-lhe comprar mais destes produtinhos ditos diet , light , etceteraite. Só tem um problema : parece que todo produto light tem uma bendita substância chamada espessante. Sempre lembrando de ver o que é isso quando dentro do supermercado , com a lista de compras na mão , e sempre esquecendo assim que punha o pé na rua , eu passei muito tempo da minha vida acreditando que espessante era algum tipo de derivado da gelatina , e simplesmente deixava de comprar produtos com esta substância . Finalmente procurei na internet , e descobri que quase todos os espessantes são de origem vegetal . Inclusive a goma arábica , comumente usada nas balas de goma , e que a gente usava como cola quando éramos crianças , lembra? Não ? Então não enche que não é do seu tempo ... O único espessante de origem animal é o tipo xantano, ou goma xantana, que é feito de um microorganismo da família do fermento que vai no pão nosso de cada dia ...
Mas com relação aos corantes , que são usados em praticamente todos os produtos industrializados o problema é muito mais sério . Não apenas os vegetais e animais são colocados na categoria genérica de " naturais ", para tristeza dos não-carnívoros, como há vários corantes artificiais , alguns descritos na internet como cancerígenos , e que continuam sendo usados por aí a rodo . Você que não come carne , adivinhe de que é feito o corante Hemoglobina ? Isso mesmo , amigo vampiro . E você sabia que o tal do salmão costuma receber corante para ficar vermelhinho? Dá para adivinhar qual ? Deve ser por isso que eu nunca fui com a cara deste peixinho metido a besta . Pior é que eu , depois de anos sem comer um cachorro quente , tendo descoberto uma vina de soja que tapeava direitinho, deixei de atentar para o fato de que , nos ingredientes , está escrito apenas corante natural . Sem dizer o tipo . Mas você pode adivinhar , né? Agora que me toquei, nunca mais , nunca mais ... buiiiiiiiii.
Abaixo , para quem é não carnívoro , e para quem tem medo de produtos artificiais , repasso uma lista dos corantes que consegui garimpar na internet . Imprimi uma para mim , e fico duas horas congelando na frente dos iogurtes do supermercado , com a lista em punho , tentando ler as letras mais miúdas do mundo , que são as dos ingredientes dos produtos que nós comemos. Uma tristeza . Mas como não vivemos num paraíso apenas com alimentos orgânicos e agroecológicos, e não conseguimos resistir a todos os tipos de besteira alimentar ao mesmo tempo , então temos que ver o que vai pela boca a dentro , né? Se não consigo mesmo ler , então não compro. A lista :

1. Corante orgânico ou natural
1.1 vegetais :
Açafrão
Antocianinas: Cianidina ( vermelho ), Delfinidina ( azul ), Malvidina ( púrpura ), Pelargonidina ( marrom avermelhado), Peonidina e Petunidina ( vermelho escuro )
Betacaroteno
Bixina e Norbixina
Cacau
Capsantina (capsorubina)
Caramelo
Clorofila
Curcumã, Curcumina
Indigo, Indigo carmin
Licopeno
Paprika
Urucum
Vermelho beterraba / betanina
1.2 vegetais ou animais :
Alfacaroteno, Betacaroteno e Gamacaroteno: ( plantas / ovos , lagostas e pescados )
1.3 animais :
Acido Carmínico – feito a partir de insetos (blargh!)
Carmim – idem
Cochonilha – idem
Hemoglobina – feito de sangue (argh!)
Riboflavina – parece que é feito de fígado ( eca !)
Xantofilas - (Cantaxantina, Criptoxantina, Flavoxantina, Luteina, Rodoxantina, Rubixantina, Violoxantina)

2. Corante mineral ou artificial :
Alumínio
Amarelo crepusculo
Azul brilhante
Beta-apo-8’-carotenal
Beta-caroteno
Bordeaux S ou amaranto
Carbonato de cálcio
Carvão
Dióxido de titânio
Eritrosina
Éster etílico ou metílico do acido beta -apo-8
Indigotina
Óxidos e Hidróxidos de Ferro , Ouro e Prata
Ponceau 4R
Riboflavina
Tartrazina
Vermelho 40

2 comentários:

Li disse...

Olá! Li este artigo por acaso e achei interessante, porque eu própria sou vegetariana (vegana a bem dizer) e me preocupo com os produtos químicos artificiais que vêm na comida. Reparei numa coisa: classificaste as xantofilas como produtos minerais/artificiais mas as xantofilas vão produtos vegetais. Encontras luteína, violoxantina e carotenóides do género nas folhas e em algas. A menos que me esteja a passar qualquer coisa ao lado, não há nada de mal nesses produtos.
Cumprimentos,
Liliana

Li Travassos disse...

Oi Liliana, agradeço muito seu comentário, escrevi um texto pequeno de reparação, com outro dado que precisava ser alterado além desse, está em http://pobresenojentas.blogspot.com/2009/10/voce-sabe-o-que-anda-comendo-parte-2.html, e solicitei a arrumação do texto. Abraço e desculpas, Li Travassos