quarta-feira, 24 de março de 2010

Recuerdos

Míriam Santini de Abreu


Na noite de segunda senti o primeiro ar do outono. Esparramada na varanda, ouvindo Silvio Rodrigues, estremeci um pouco. Recordei um livro didático da escola, da quarta série talvez, no qual havia a história da Iarinha, com uma ilustração linda, ela de vestido rosa e chapeuzinho, um torvelinho de folhas em volta dos pés.

E a mãe da menina dizia:

- Iarinha, vá pôr o seu casaquinho, porque o outono chegou e as primeiras folhas não tardam a cair.

Estranho, sempre lembro disso quando chega o outono.

E na noite de terça lembrei de duas frases das quais gosto. Uma é de Andy, o personagem principal do filme “Um sonho de liberdade”: “A vida se resume em uma única escolha: ocupar-se de morrer ou ocupar-se de viver”.

E outra que li em um livro do Jean-Yves Leloup sobre a história de Jó, que num vislumbre numinoso de seu tormento percebe: nada nos é devido, e tudo nos é dado.

No outono percebi. E reacordei.

Um comentário: