segunda-feira, 28 de julho de 2008

A minha Clemente Pinto

E por falar na Clemente Pinto... Que saudade! Foto da minha escola, que encontrei no blog da professora Jocemara, http://seriesegunda.blogspot.com/

3 comentários:

Samuel Frison disse...

É verdade Mírian, é como naquela crônica de Clarice chamada O primeiro livro de cada uma de minhas vidas. Nossa relação com a memória e com a afetividade é cúmplice. Não há como não ficar perplexo com o descaso da educação pública. Mas o que nos faz ainda mais fortes é que, apesar de tudo, sempre existe o sorriso de crianças folheando algum livro. O Clemente era uma escola simples, porém era amada por nós. Amada acima de seus defeitos, principalmente daquelas bibliotecárias que não se importavam muito conosco, pois o livro era mais precioso que a nossa leitura.Mas foram bons tempos, tempos em que o sítio de Dona Benta habitava nossos sonhos. E por falar neles, será que as crianças de hoje ainda sonham? Bjs

laura disse...

MIRI NÃO FAZ MUITO TEMPO QUE SAI DO CLEMENTE,MAS COM SAUDADES ME LEMBRO DA BIBLIOTECA ,CONTINUA NO MESMO LUGAR MAS UM POUCO MELHOR.A GABI ADORA O DIA DO LIVRO ,QUE PENA QUE AS ESCOLAS NÃO DÃO MUITA PRIORIDADE PARA A LEITURA.TEMPO BOM AQUELE.SAUDADES CLEMENTE.
BEIJOS LAURA.

Jocemara disse...

Miriam,
Fiquei muito feliz com os comentários que colocaste no meu Blog. Também fui aluna do Clemente e voltei como profe. Estudei lá de 1981 até 1988. Desculpa a demora para retorno, mas ando cheia de trabalho! Um abraço!
Jocemara