sexta-feira, 30 de maio de 2008

Poemacios

"... vive dentro de mim
a mulher do povo.
Bem proletária.
Bem linguaruda,
desabusada,
sem preconceitos,
de casca-grossa,
de chinelinha
e filharada.
Vive dentro de mim
a mulher roceira.
- enxerto de terra,
trabalhadeira. Madrugadeira ....
lutadora, sambista, feminista"

(Cora Coralina)

Um comentário:

www.brasileirinhosapatridas.org disse...

Lindo!