quarta-feira, 14 de maio de 2008

Amar a humanidade

Míriam Santini de Abreu
Lançamento do livro do Dinovaldo Gilioli, da direção do Sindicato dos Eletricitários, Sinergia, no dia 14 de maio. Estavam lá tantas caras que conheço, caras da minha grande família de Florianópolis, que, devagar, aprendi a amar. Com essa gente estou em casa, aqueles sorrisos acolhedores, os abraços afetuosos, a lembrar de miudezas deliciosas, pequenas delicadezas. Saímos de lá perto das 21 horas, o ar brando e fresco da noite volteando o corpo, a lua num crescente. Que vontade de me pendurar nela! Paramos no Mercado Público para agarrar com todos os dentes um pastel de camarão fervente, moléculas de gordura plenamente recheadas. Então estou como Florbela Espanca:
Tenho sede d’amar a humanidade…Eu ando embriagada… entontecida…

2 comentários:

elaine tavares disse...

ai, esse fauno fugindo da baia..heheheheh

raul disse...

Pô, e eu com a coluna murcha na cama. Como a vida é ruim com os rioplatenses.