domingo, 12 de outubro de 2008

Bom dia!



Míriam Santini de Abreu
Dos livros das séries de infância eu adorava o poema As meninas, de Cecília Meireles:
Arabela
abria a janela.

Carolina
erguia a cortina.

E Maria
olhava e sorria:
"Bom dia!"

Arabela
foi sempre a mais bela.

Carolina
a mais sábia menina.

E Maria
Apenas sorria:
"Bom dia!"

Pensaremos em cada menina
que vivia naquela janela;
uma que se chamava Arabela,
outra que se chamou Carolina.
Mas a nossa profunda saudade
é Maria, Maria, Maria,
que dizia com voz de amizade:
"Bom dia!"

E então encontro essa velha casinha, na beira de uma estrada, e penso nas três meninas. Eu sempre quis ser Maria, saindo janela afora tal como a arvoreta, com cheiro de sol, espalhando bons dias. Janela aberta, cortina erguida - o esforço de Marta. E Maria, célere aos pés do Criador, a sorrir...

3 comentários:

elaine tavares disse...

mimi falando de jesus... que coisa mais linda e inusitada!!
ficou lindo...

beijin

jussara disse...

essa garota nasceu prá ser jornalista e escritora! eu não me lembro de nada do li na infância, a não ser....o cravo brigou com a rosa.... hehheeh

juss

Anônimo disse...

QUE LINDO ESSE POEMA.DEVERIA ESCREVER MAIS,E PENSAR QUE TEM PESSOAS QUE QUASE NAO FALAM ESSAS LINDAS PALAVRAS.

BOA TARDE!
BJS LAU