sábado, 13 de dezembro de 2008

Pobres em Salvador





A bibliotecária documentalista Maria Guilhermina Cunha Salasário, que trabalha no Sindicato dos Previdenciários em Santa Catarina, Sindprevs-SC – apoiador cultural da revista Pobres & Nojentas, participou do evento “14 dias de ativismo na WEB pelo fim da violência contra a mulher”. Gui, como a chamamos, levou a Salvador kits com um exemplar da Pobres e Nojentas, um exemplar da Pobres Teórica sobre jornalismo em sindicato, um exemplar do livro Mulheres da Chico, um exemplar da Revista sobre os 20 anos do Sindprevs e outro do jornal Previsão, do sindicato, com textos sobre gênero, violência contra a mulher e orientação e diversidade sexual. As fotos foram feitas pela Gui, pela bibliotecária e ativista do MARIA MULHER Maria Noelci e por Maria de Fátima, também ativista. Gui está de camiseta verde.

Um comentário:

Guilhermina disse...

Apenas algumas colocações: Os " 16 dias de ativismo plo fim da violência contra a mulher, foi uma realização da UNDB, Universidade Estadual da BaHIA, ENTIDADE atuante no que diz respeito a promoção dos direitos humanos.
Estavam na mesa de debate, bibliotecárias ativistas que trabalham na luta contra as desigualdades, seja de gÊnero, etnico-raçial ou de identidade, entre as quais: Eide Paiva, professora da UNEB e ativista na luta contra a violência doméstica; Noho bibliotecária e membro do Maria Mulher de PoA/RS, além de Fátima da ONG Felipa de Souza do Rio de Janeiro. Todas mulheres em busca da igualdade entre todos e todas.